Início
I Simpósio sobre autismo da FARJ- Capim Grosso

I Simpósio sobre autismo da FARJ- Capim Grosso

Aconteceu ontem, na FARJ- Capim Grosso- Bahia, no dia 02 de abril, em comemoração ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, o I simpósio sobre o TEA (Transtorno do Espectro Autista).

O I Encontro Sobre Autismo da Faculdade Regional de Riachão do Jacuípe (FARJ) teve como objetivo promover um debate acerca da conscientização do autismo e as possibilidades de tratamento. Possibilitando a conscientização acerca do TEA, tema de relevância social e acadêmica para os estudantes da FARJ.

Tendo como proposta discutir a avaliação precoce e o tratamento do TEA, discutir as possibilidades de tratamento para o autismo; discutir as intervenções comportamentais e discutir o tratamento nutricional.

O Simpósio contou com o público da comunidade acadêmica da instituição, discentes e docentes; alguns convidados (pais de crianças com TEA), bem como, a comunidade externa de Capim Grosso e Região interessadas pelo tema. Com inscrição gratuita.

Palestrantes:
-Roevelim Carneiro, docente da Instituição, psicóloga, especialista em Psicoterapia Comportamental e Cognitiva; especializada em psicopedagogia e Educação Inclusiva; com experiência no atendimento de pessoas com TEA. Atuante na Clínica Recriar, clinica Especializada no Atendimento de crianças com TEA c outros transtornos, como terapcuta ABA e psicóloga elínica, apresentou a discussão sobre o tema “O que é o autismo”.

-Mariana Santos, docente da instituição e psicóloga especialista em Psicoterapia Comportamental e Cognitiva; especializada em psicopedagogia e Educação Inclusiva; com experiência a mais de 4 anos no atendimento de pessoas com TEA; com experiencia no atendimento Educacional Especializado- AEE de crianças com deficiência na Sala de Recursos Multifuncional; psicologa clinica e terapeuta ABA na clinica Recriar Especializada no Atendimento de crianças autistas e com outros transtornos. Teve como tema “A etiologia e a prevalência do TEA”; as “Possibilidades de tratamento”, dando ênfase as terapias comportamentais ABA- Análise do Comportamento Aplicada e o manejo de comportamentos disruptivo do autismo.

 

 

Comentar

*

*